Europa Paris

Jo&Joe: Novo conceito de hostel está revolucionando as hospedagens compartilhadas

A maioria das pessoas que pensa na possibilidade de se hospedar em um hostel não se anima muito com a ideia a não ser devido ao fator financeiro. Hosteis são alternativas bem mais em conta que os hotéis tradicionais por causa dos quartos e banheiros compartilhados, mas, até bem pouco tempo, passavam longe de ser a primeira opção entre os viajantes, especialmente entre aqueles que passaram dos 30 anos.

Atualmente, este estilo de hospedagem já não é mais uma solução exclusiva para jovens. Uma nova categoria de hosteis está quebrando os estereótipos ultrapassados ​​que receberam no passado com decoração descolada, tecnologia moderna, práticas sustentáveis e, o mais importante: limpeza, segurança e organização – a tríade que ao longo do tempo ajudou bastante a construir a má fama deste tipo de lugar.

Criado pela rede francesa Accor, o Jo&Joe é um bem sucedido novo conceito de hostel Open House que será capaz de convencer até mesmo o mais tradicional tipo de viajante a experimentar a novidade. Falo por experiência própria, pois sempre torci o nariz para este tipo de hospedagem e nunca sequer cogitei a possibilidade de tentar. Tanto que quando recebi o convite para conhecer o Jo&Joe Paris-Gentilly, não achei uma boa ideia.

Infelizmente, a visão de hostel que eu mantinha era justamente o estereótipo ultrapassado: preço bom, mas muita bagunça, falta de higiene e receio de ter meus pertences roubados. Tudo o que já havia acontecido com vários amigos meus e que, até então, havia me desmotivado a ficar neste formato de hospedagem. Óbvio, hosteis terríveis neste nível não existem mais em abundância hoje em dia. As coisas mudaram bastante – mas eu me mantive distante mesmo assim. Até surgir a oportunidade de conhecer o Jo&Joe.

Uma autêntica experiência de hostel

Já saí do Brasil cheia de receios, pois fui avisada que teria a companhia de outras cinco jornalistas no mesmo quarto que eu. Cada uma de um lugar do mundo e que, obviamente, eu nunca havia visto na vida. Ou seja: uma típica e autêntica experiência de um hostel.

Fiquei um pouco tensa, pois em uma press trip convencional – viagens de trabalho nas quais nós jornalistas somos convidados a conhecer algum destino do mundo – cada um tem um quarto de hotel só seu. Isso acontece também por uma questão de sobrevivência, já que não somos seres muito sociáveis de manhã. Mas desta vez teria que ser diferente. E foi.

Eu, moradora de São Paulo, além da carioca Naira Amorelli do blog Embarque na Viagem, como únicas brasileiras convidadas para a press trip, chegamos 24 horas antes das demais por motivos óbvios: fomos as únicas que tivemos que cruzar um oceano para chegar a França. Durante este período ficamos no descolado 25 Hours, hotel que, assim como o Jo&Joe também pertence à divisão Lifestyle da Accor. Além de lindo é localizado em frente à maravilhosa estação Gare Du Nord, um dos melhores pontos para se movimentar pela cidade toda por metrô. A vista da sacada do meu quarto foi essa aí da foto abaixo.

Um dia é quase que o equivalente a um ano para pessoas que se conhecem em viagens criarem laços de amizade caso possuam afinidades. Portanto, quando eu e Naira fomos para o Jo&Joe no dia seguinte para o início das atividades e para encontrar o restante das jornalistas, já éramos velhas amigas, mas não, nunca havíamos nos visto antes.

Nós duas fomos a Sacré Coeur, nos perdemos, tiramos fotos uma da outra, nos deslumbramos com a Torre Eiffel, procuramos restaurantes baratos, fizemos um ensaio com a Dayane Mouneyres, uma fotógrafa profissional maravilhosa (assunto para outra matéria!) demos gargalhadas com besteiras e falamos muito!

Foto: Dayanne Mouneyres @phday.paris

As outras: Tracey Davies, de Brighton, Inglaterra, Michaela Scheurer, de Viena, Áustria, Charlotte Medot, de Bruxelas, Bélgica e Carolina Saporiti, de Roma, Itália. Uma mistura cultural fascinante em um mesmo espaço que foi, de cara, a primeira coisa que me deixou animada com o lugar. Irônico, não? Justamente a pessoa que tinha receio de compartilhar o quarto com desconhecidos!

Foto: Acervo pessoal – Tuka Pereira/ Da esquerda para a direita: a francesa Victoire Melchiore, RP da Accor e sósia da Emma Watson, a carioca Naira Amorelli, eu, Tuka Pereira, a italiana Carolina Saporiti, a inglesa Tracey Davies, a belga Charlotte Medot e a austríaca Michaella Scheurer.

Um hostel em uma palavra: Uau!

Após o primeiro lançamento em Hossegor, no litoral Francês em 2017, a Jo&Joe Paris-Gentilly abriu suas portas em 6 de abril de 2019, a poucos passos da Cité International e Universitaire, no sul de Paris.

Longe do centro da cidade, o local é indicado para quem procura hospedagens a preços mais vantajosos daqueles encontrados na área turística parisiense e está disposto a ficar um pouco mais afastado do agito. Mas sem crises: o metrô fica bem ao lado.

Chegando ao Jo&Joe o visual do lobby já chama atenção por não ser nada convencional. Cores vivas, uma parede com várias opções de cerveja, bar bem no meio do ambiente, mesa de Pebolim, área externa aconchegante – mas falaremos mais a respeito mais adiante.

Os dormitórios, chamados de ‘Together’ variam de tamanho e hospedam até 12 pessoas. Eles oferecem acomodações mistas para serem compartilhadas com pessoas desconhecidas, mas ainda podem ser reservadas integralmente para grupos de amigos. Também são perfeitas para viajantes individuais fazerem amigos.

A cama inferior dos beliches se torna uma espécie de cabana, pois se fecha totalmente dando total privacidade e mantendo o aconchego do escurinho aos mais dorminhocos.

Cada cama inclui lençol, travesseiro, edredon, tomadas, luzes de leitura e todo hóspede possui no quarto um armário privativo, além de acesso ao banheiro compartilhado. Os preços começam em € 25 por noite.

A modalidade ‘Yours’ possui algumas opções para duas a seis pessoas com banheiro privativo e, dependendo do formato, área de cozinha. A primeira acomoda até seis pessoas, possui banheiro individual e custa a partir de € 26 por noite. Para mais privacidade há quartos triplos com três camas por € 28 por pessoa por noite, os duplos, que acomodam duas pessoas em duas camas separadas por € 30 por noite e os ‘OOO – Out Of Ordinary’ para quem viaja sozinha ou em casal casal por €36 por noite.

000 Out Of Ordinary’ para um casal por €36 por noiteJá as ‘Cabins’ são quartos individuais compactos em forma de cabines inspiradas nos hotéis cápsulas japoneses para quem não é adepto a compartilhar o espaço com outras pessoas e só precisa permanecer no aposento para dormir. O Valor por pessoa é a partir de € 35 por noite.

Eu e minhas roomates ficamos hospedadas em um dormitório com 12 camas e um banheiro com dois espaços privados para banho e três para pipi. Mas não pensem em um banheiro comunzinho. Nada disso! Assim como todo o resto do Jo&Joe, obviamente o banheiro não poderia ser branco e sem graça.

O nosso era todo grafitado com divertidos velhinhos vestidos de sunga e biquíni incapazes de não arrancar um sorriso do rosto de quem ali entrasse. Sucesso absoluto!

O primeiro desafio do quarto compartilhado foi logo depois de nos conhecermos: o banho antes do jantar. Como seriam dois chuveiros para seis mulheres? Mas não houve absolutamente nenhum problema. Todas civilizadas, todas com censo de coletividade, bem educadas e tudo fluiu perfeitamente. Ah, como o mundo seria perfeito se todos fossem como Naira, Tracey, Michaela, Charlotte e Carolina!

Detalhes importantes: De cara, meus maiores receios foram dissipados. 1 – O local tem um sistema de limpeza que praticamente torna impossível que o quarto fique sujo, especialmente o banheiro. De tempos em tempos, funcionários batem à porta para fazer a higienização e deixam tudo em ordem. 2 – Há armários individuais com trancas (o hóspede só precisa levar cadeado) para guardar as malas e objetos de valor. 3 – As luzes do quarto não acendem durante a noite, portanto é possível dormir sem ser incomodado. 4 – As camas ficam relativamente distantes umas das outras e, se o quarto não estiver lotado, como era o caso, dá para ter privacidade.

Dando um rolê pelo hostel

Olhando ao redor com calma é fácil se sentir dentro de uma galeria dedicada à arte de rua. Aliás, no Jo&Joe tudo é grafitado e bem decorado: dos corredores a elevadores, banheiros, escadas e ambientes internos foram desenvolvidos pelo estúdio de design e arquitetura PENSON. Além disso, nove artistas locais e internacionais registraram suas criações em muitas das paredes do lugar.

Criado originalmente para atrair um público formado por millenials, a marca percebeu logo após sua inauguração na cidade de Hossegor em 2017, que o local começou a receber hóspedes de todas as idades. A decoração descolada não interferiu nem um pouco e, na verdade, parece ter ajudado.  No Paris-Gentilly, os enormes corredores por onde passam os hóspedes no caminho até os dormitórios têm com cores pretas, grafites psicodélicos e luzes néon para parecerem com boates.

No piso térreo, além de uma parede de cerveja na qual hóspedes e não hóspedes podem comprar vários tipos da bebida utilizando cartões disponibilizados pelo hostel, há uma incrível área de convívio. A programação muda diariamente com shows, aulas de ioga, karaokê, sets de DJ, saraus e muito mais. Portanto, ficar hospedado por lá significa fazer amigos e se divertir.

É ali também onde está localizado o espaço de café da manhã – que tem que ser pago à parte da hospedagem .

Já na área externa há um enorme jardim de 400m² com cadeiras suspensas, pufes e cama em forma de “pizza”, um dos elementos emblemáticos da marca. Para relaxar após um longo dia de trabalho ou uma visita à Torre Eiffel ou ao Louvre.

Também há um restaurante com capacidade para 140 pessoas, menu variado com pratos frescos, simples e gostosos, oferecidos durante todo o dia. Refeiçõs para compartilhar, como o cheddar sticks – palitinhos recheados de queijo pelos quais eu fiquei genuinamente apaixonada. Eu gostei tanto daquelas belezinhas que praticamente comi sozinha e ainda pedi mais.

Picture by Vincent Nageotte
Os maravilhosos Cheddar Sticks

Tendo listado tudo isso, o balanço final da minha primeira experiência em um hostel foi a melhor possível. Adorei conhecer mulheres do mundo tão incríveis e o lugar superou todas as minhas expectativas, tanto que já estou fazendo planos de voltar.

Até 2020, a Jo&Joe vai inaugurar sedes em Londres, Budapest, Glasgow, Paris (Nation District), Roma e Rio de Janeiro, sua primeira unidade fora da Europa.

Pode vir, Jo&Joe Rio de Janeiro, estamos te esperando de braços abertos!

A jornalista Tuka Pereira viajou a Paris a convite da rede Accor de hotéis.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *